quarta-feira, 23 de março de 2011

No Ônibus


Toda vez que estou no ônibus, indo ou voltando da faculdade, o silêncio paira. As pessoas se calam, mas, interiormente, as vozes não cessam! Como eu queria ter o poder de escutar mente por mente... É certo que descobriria um assassino, uma suicida em potencial, o sonho de uma criança, um segredo horrendo, entenderia melhor as emoções alheias...E, no fim das contas, poderia até me divertir com as loucuras e devaneios do povo que vive ao meu redor,  mas que nem sempre é gente sã como sua capa aparenta. 
O anseio de enxergar os bastidores do ser humano, o que há por trás de suas máscaras, me faz sentir uma adrenalina terrível! 
Mesmo sendo legal e divertido ler as mentes dos outros, seria complicado também, pois, certamente, eu não seria amiga de alguns. 
Eita, miséria, a mania humana de fingir  e se esconder atrás do que lhe é conveniente!
Enquanto eu não alcanço esse super poder, desfruto do conforto e privacidade de meus pensamentos!

Bjus, pétalas!

Patrícia Andrade

7 comentários:

  1. Então, vc faz isso no busu, neeh...kkkk bom! eu tb penso isso.

    ResponderExcluir
  2. Meeeedooooo...huahuahuahuahua

    ResponderExcluir
  3. É ... só pétalas.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Patrícia! Gostei dos textos, você escreve muito bem!
    Abraços!

    ResponderExcluir
  5. Que doido isso .rsrsrs

    ResponderExcluir
  6. MUITO BOM GAROTA AMEI SEUS TEXTOS VC É MESMO PARENTE DE JORJE AMADO TALENTOSA VC VAI LONGE BJSSSSSSS

    ResponderExcluir
  7. Sinceramente? Melhor não saber, estarrecedor o que passa no interior humano. Eu já pensei nisso, mas deve ser tão desesperadora a descoberta...

    ResponderExcluir